Noticias Espiritas – Sexta as Seis

Queridos irmaos, boa tarde.

o Conselho Espirita do Estado do Rio de Janeiro (CEERJ) apresenta o evento mensal Sexta as Seis.

Trata-se de apresentacoes de irmaos artistas do Movimento Espirita sempre na ultima 6a feira de cada mes.

Será um happy hour altamente edificante.

Para o mes de Outubro, o Sexta as Seis contarah com os irmaos Livia Pereira, Sergio Carlos e a Banda Acustica do Ser.

O local eh a sede do CEERJ, na Rua dos Invalidos, no Centro do Rio de Janeiro.

Em anexo, segue cartaz de divulgacao e, como sempre, contamos com o auxilio dos irmaos divulgadores.

Colaboracao do irmao Rene Magalhaes da Uniao Espirita Macaense.

Um fraterno abraco a todos

Andre Luiz Gadelha

Os Próximos 50 anos – Uma Reunião na Espiritualidade Superior

PESQUISA: CARLOS EDUARDO CENNERELLI

ESPIRITISMO A DOUTRINA QUE NOS FAZ RACIOCINAR

Os Próximos 50 anos

MENSAGEM DE BEZERRA DE MENEZES

Irmãos amigos, devotados obreiros da seara de Jesus! Abraçando-os em nome dos trabalhadores do lado de cá, rogamos ao Mestre Amigo bênçãos de paz para todos.

Os novos tempos em transcurso no plano físico anunciam uma era de transformações necessárias à implementação do processo evolutivo do ser humano. Os dois planos da vida se irmanam e laços de solidariedade se estreitam, tendo em vista os acontecimentos previstos.

Em atendimento aos compromissos firmados por orientadores do Planeta, almas abnegadas se desdobram em atividades, definindo responsabilidades e tarefas a serem desenvolvidas em épocas específicas.

Não longe, porém, nas regiões purgatoriais de sofrimento que assinalam o perfil dos seus habitantes, no mundo espiritual, almas se agitam, movimentam-se, produzindo ruídos e clamores na expectativa de se beneficiar em, de alguma forma, com a programação que o Alto determina.

Desassossegados, temem as mudanças que já lhes foram anunciadas e, por não saberem ainda administrar emoções e desejos, dirigem-se às praças públicas e aos templos religiosos de diferentes interpretações para debaterem e opinarem: ora aceitam os ventos das mudanças, ora se rebelam, posicionando-se contra elas. Nesse processo, influenciam os encarnados que lhes acatam as opiniões vacilantes e, ao mesmo tempo, são por eles influenciados.

O certo é que a Humanidade chegou a um ponto de sua caminhada evolutiva que não mais se lhe permite retrocesso de qualquer natureza. Para os próximos cinqüenta anos já se delineia um planejamento destinado a ser cumprido por uma coletividade de Espíritos que irão conviver com grandes e penosos desafios.

Trata-se de uma população heterogênea constituída de almas esclarecidas e de outras em processo de reajuste espiritual. As primeiras revelam-se iluminadas pelo trabalho desenvolvido na fieira dos séculos, quando adquiriram recursos superiores de inteligência e de moralidade.

Retornam à reencarnação para exercer influência positiva sobre as mentes que se encontram em processo de reparação, necessitadas de iluminação espiritual.

A atual Humanidade será pouco a pouco mesclada por esses dois grupos de Espíritos reencarnantes. Inicialmente na sua terça parte, abrangendo todo o Planeta, depois, dois e três terços. O trânsito entre os dois planos estará significativamente acelerado. Um trânsito de mão dupla, acrescentamos, pois coletividades de encarnados também retornarão à Pátria verdadeira.

Anunciam-se, então, o processo renovador de consciências por meio de provações, algumas acerbas.

Uma operação de decantação que visa selecionar os futuros habitantes do Planeta, aqueles que deverão viver os alvores da Era da Regeneração.

A massa humana de sofredores, de Espíritos empedernidos, repetentes de anteriores experiências, retornará à gleba terrestre em cerca de cinqüenta anos, mas os guardiões da Terra estarão a postos, ao lado de cada encarnado ou desencarnado convocando-os á transformação para o bem.

É a era do espírito, anunciada a clarinadas na manhã do dia de ontem, 18 de abril de 2010, no momento em que o sol lança va os seus primeiros raios à Terra.

Em região muito próxima ao plano físico, habitantes do Além quase que se fundiram com a humanidade encarnada para, em reunião de luz e vibração amorosa, ouvir o mensageiro de Jesus que lhes traçou as diretrizes de

uma nova ordem planetária, que ora começa a se estabelecer.

Ismael falou emocionado para os representantes de todas as nacionalidades, logo após a manifestação clamorosa dos seus patronos e guias.

Revelou planos de Jesus relacionados à cristianização dos homens . Ao final da abençoada assembléia, Espíritos valorosos deram-se as mãos, envolvendo o Planeta em suas elevadas vibrações, transformadas em pérolas que caiam do alto sobre os seus habitantes, atingindo-lhes a fronte na forma de serafina luminosidade.

Estejam, pois, atentos para os acontecimentos, meus filhos. Reflitam a respeito do trabalho que se delineia e, do posto de serviço onde se encontrem, sejam, todos e cada um, foco de luz, ponto de apoio. Ouçam as vozes do céu, pois estão marcados pela luz dos guardiões planetários. Façam a parte que lhes cabem. Sejam bons, honestos, laboriosos, fraternos.

Os dias futuros de lutas e dores assemelham-se aos “ais” apocalípticos. Surgirão aqui, acolá e mais além, implorando pela união, compaixão e misericórdia, individual e coletiva.

Assim, irmãos e amigos, não cometam o equívoco de olhar para trás, mas coloquem as mãos na charrua do Evangelho e sigam adiante. Não repitam a experiência a mulher de Ló, o patriarca hebreu que, possuidora de fé frágil, olhou para trás em busca dos prazeres perdidos, transformando-se em estátua de sal, desiludida pela aridez das falsas ilusões.

Façam brilhar a própria luz, meus filhos! Este é o clamor do Evangelho, hoje e sempre!…´

Bezerra de Menezes

Brasília, 19 de abril de 2010.
Reunião mediúnica no Centro Espírita Internacional.
Comunicação psicografada por Divaldo Pereira Franco, de autoria espiritual de Bezerra de Menezes.

11 de abril de 1900. Desencarne do Dr. Adolfo Bezerra de Menezes – O Médico dos Pobres

Cognominado de o Allan Kardec Brasileiro

CEM ANOS DE ABNEGAÇÃO E RENÚNCIA

Vida e Obra de Adolpho Bezerra de Menezes

Contam-se as tradições do mundo espiritual que, na madrugada do dia 1º de janeiro do ano 1800, ao se apagarem as luzes do século XVIII, foi reunida na psicosfera próxima da Terra uma imensa assembléia, para traçar os destinos da humanidade. Aquela reunião havia sido programada desde há mais de trezentos anos e deveria definir os roteiros dos séculos XIX e XX, inaugurando uma era nova para a humanidade.

Os narradores desse evento asseveram que, naquele momento especial, faziam-se presentes delegações de espíritos que habitavam as mais diferentes nações da Terra. Desde as entidades venerandas que precederam a história dos tempos contemporâneos, como Krisna, Confúcio, Hermes até aqueles que vieram da área Ocidental, preparando o campo do pensamento filosófico: Sócrates, Platão, Aristóteles, e outras personalidades que se encarregaram de examinar a realidade da matéria, como Lucrécio e Demócrito; e a seguir, entidades que precederam o momento grandioso da chegada de Jesus: Salústio, Mecenas, Otávio, Ovídio; e a posteriori, aqueles que participaram da revolução do pensamento cristão, entre os séculos segundo e quarto: Agostinho, Tertuliano, Orígenes, Proclo, que constituíram a ideologia do Cristianismo à luz do platonismo; e a seguir, entidades venerandas que espocaram as luzes da fé em plena noite medieval; até o momento em que se alargam os horizontes do planeta com as conquistas náuticas, com as conquistas da cultura, com as conquistas da arte: Michelangelo, Cabral, Colombo, Henrique de Sagres; e aqueles que estabeleceram as bases de uma revolução ideológica através da renascença, da poesia, da música, como Dante e outros; até os grandes pensadores do século XVIII: Voltaire, Diderot, Montesquieu, todos eles ali estavam representando a cultura, a beleza, a arte, a sabedoria.

[…] No dia 3 de outubro de l804, dois meses depois que Napoleão Bonaparte se consagrou imperador dos franceses, em Notredame, nasce na Terra Hippolyte León Denizard Rivail, que a humanidade passará a conhecer a partir de 1857, sob o pseudônimo de Allan Kardec, que era João Huss reencarnado, para trazer a Doutrina Espírita às almas, inaugurando verdadeiramente um momento grandioso do cristianismo nos corações.

[…] Conta-nos o Espírito Humberto de Campos, Irmão X, através da psicografia de Chico Xavier:
“Há mais de um século, brilhante assembléia de Espíritos se reuniu no Espaço, sob a direção do Anjo Ismael. Foi então exposta a missão futura do Brasil na divulgação do Evangelho, que seria iluminado por uma nova Revelação. Em dado instante, o Mensageiro do Senhor se aproxima de um de seus discípulos e fala-lhe mais ou menos assim:

— Descerás às lutas terrestres, com o objetivo de concentrar as nossas energias no País do Cruzeiro, dirigindo-as para o alvo sagrado dos nossos esforços. Arregimentarás todos os elementos dispersos, com as dedicações do teu Espírito, a fim de que possamos criar o nosso núcleo de atividades espirituais, dentro dos elevados propósitos de reforma e regeneração. — E Ismael, ao finalizar, acrescentou:

— Se a luta vai ser grande, considera que não será menor a compreensão do Senhor, que é o caminho, a verdade e a vida.

— E o discípulo escolhido, imóvel e reverente diante de Ismael, não pôde articular palavra alguma:

a emoção dominava-o inteiramente.

Mas, as lágrimas que rolaram copiosamente de seus olhos diziam, com grande eloqüência, que ele tudo faria para bem cumprir a missão que lhe fora confiada.”

E no dia 29 de agosto de 1831, em um lugarejo perdido nas terras áridas do Ceará, chamado Riacho de Sangue, reencarna-se um venerando cristão do século II, que, por amor a Jesus, erguera nas Gálias um lar para crianças órfãs a fim de atrair a figura cruel do seu filho Taciano, que necessitava de ter dulcificado o coração. E ali, então, numa personagem amorosa, ele prepara o advento de salvação para o filho e de doação absoluta à causa de Jesus. Reencarna-se, 1600 anos depois, na pessoa de Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcante, que deve ser uma das estrelas a perpetuar a mensagem de Allan Kardec na Terra e a fazer que o amor seja realmente a base de todas as afirmações dessa revelação grandiosa que vem confirmar a lei antiga e vem tornar caridosa a mensagem amorosa de Jesus.

Um novo período para o Espiritismo.

É fácil perceber que estamos vivendo o final de uma civilização decadente, mas também já é possível vislumbrar que estamos ensaiando os primeiros passos sobre a ponte que nos levará a uma nova época. Isto pode ser notado em tudo que nos toca e nos cerca.

Também nos meios espíritas há sinais visíveis dessa transição, principalmente nas expectativas que se desenham nos corações de grande número de companheiros, clamando por mudanças, por novos enfoques, assim como também no trabalho de outros tantos, visando mais praticidade e otimização na difícil tarefa de crescimento interior, que reflete a finalidade maior do próprio Espiritismo.

Segundo relato feito pelo espírito Cícero Pereira, no livro Seara Bendita, psicografado pelo médium Wanderley Soares de Oliveira (MG), ao término do Congresso Espírita Brasileiro de 1999, do qual participaram mais de cinco mil espíritos desencarnados e encarnados, em memorável encontro no mundo espiritual, Bezerra de Menezes lançou as diretrizes para o terceiro período do Espiritismo, a se iniciar com o século XXI.

Os primeiros setenta anos, conforme explicou, constituíram o período da consagração das origens e das bases em que se assenta a Doutrina, as quais lhe conferiram legitimidade.

O segundo período de mais setenta anos foi o tempo da proliferação.

Neste terceiro período, de outros setenta anos, pretende-se a maioridade das idéias espíritas.

Palavras de Bezerra:

“Esse novo tempo deverá conduzir a efeitos salutares a nossa coletividade espírita, criando entre nós, seus adeptos, o período da atitude. O velho discurso sem prática deverá ser substituído por efetiva renovação.”

“O núcleo espiritista deve sair do patamar de templo de crenças e assumir sua feição de escola capacitadora de virtudes e formação do homem de bem, independentemente de fazer ou não com que seus transeuntes se tornem espíritas e assumam designação religiosa formal”.

“A diversidade é uma realidade irremovível da Seara e seria utopia e inexperiência tratá-la como joio. Imprescindível propalar a idéia do ecumenismo afetivo entre os seareiros, para que a cultura da alteridade seja disseminada e praticada no respeito incondicional a todos os segmentos”. (Grifos nossos)

Nas últimas décadas, quando se falava no terceiro milênio, era comum acreditar-se que essa transição seria de curta duração, como se “Deus estalasse os dedos lá em cima” e as coisas acontecessem rapidamente aqui na Terra. Mas em raciocínios mais acurados acabou-se entendendo que ela será lenta, obra do tempo e dos esforços dos seres humanos. Tal entendimento veio reforçar o senso de responsabilidade que deve estar presente na consciência de cada espírita, por este perceber a importância da sua efetiva participação nesse desiderato.

Assim, vamos refletir, fazer reuniões, trocar idéias, criar fóruns de debates, tudo que for preciso para percebermos quais mudanças estão sendo necessárias e o quê e como fazer para difundir tais percepções e/ou implementá-las.

Convocação

… Nós fomos chamados por Jesus para tornar o mundo melhor.

Não foi por acaso que na hora última a voz do Divino Pastor chegou até nós.

Não nos encontramos no mundo assinalados apenas pelos delitos e os erros pretéritos, somos os Servos do Senhor em processo de aperfeiçoamento para melhor servi-lo.

Nem a jactância dos presunçosos, nem a subestima dos que preferem a acomodação.

Servir, meus filhos, com a instrumentalidade de que disponhamos é o nosso dever.

Observamos que a seara cresce, mas os trabalhadores não se multiplicam geometricamente como seria de desejar, porque estamos aferrados aos hábitos doentios, que no momento da evolução antropológica, serviram-nos de base para a transformação do instinto em emoção edificante .

A maneira mais segura de preservar os valores do Evangelho de Jesus em nós é através da vinculação mental com o Nosso Condutor.

Saiamos da acomodação justificada de maneira incorreta para a ação. Abandonemos as reações perturbadoras e aprendamos as ações edificantes.

Sempre dizemos que necessitamos de Jesus, sem cuja Misericórdia estaríamos como náufragos perdidos na grande travessia da evolução, mas tenhamos em mente que Jesus necessita de nós, porque enquanto falamos a Ele pela oração Ele nos responde pela inspiração.

Ele age pelos nossos sentimentos através das nossas mãos. Sejam as mãos que ajudam, abençoadas em grau mais expressivo do que os lábios que murmuram preces contemplativas.

A nossa postura no mundo neste momento é de misericórdia.

Que nos importem os comentários deprimentes a nosso respeito, se valorizamos o mundo, respeitando os seus cânones e paradigmas? Não nos preocupemos com que o mundo pensa e fala de nós através de outros corações.

No belo ensinamento de Jesus na casa de Lázaro, enquanto Maria o ouve e Marta se afadiga temos uma lição extraordinária – não é necessário ficar numa contemplação de natureza egoística, mas é necessário aprender para poder servir.

A atitude de Marta é ansiosa, era a preocupação com o exterior. A atitude de Maria era iluminativa, a que parte dos tesouros sublimes da coragem e do amor, através da sabedoria, para poder melhor servir.

O serviço é o nosso campo de iluminação.

Nós outros, os companheiros da Vida Espiritual, acompanhamos as lágrimas que são vertidas pelos sentimentos de todos aqueles que nos suplicam ajuda e, interferimos com a nossa pequenez, junto ao Mestre Incomparável para que Ele leve ao Pai as nossas necessidades, mas bendigamos a dor sem qualquer laivo masoquista; agradeçamos a dor que nos desperta para a Verdade, e que nos dilui as ilusões; que faz naufragar as aventuras de consequências graves antes que aconteçam.

Estamos portanto convocados para a construção da Sociedade Nova, na qual o bem pairará soberano, como já ocorre, acima de todas e quaisquer vicissitudes.

Filhos da Alma, tende bom ânimo. Não recalcitreis contra o aguilhão nem vos permitais a deserção lamentável ou a parada perturbadora na escalada difícil da sublimação.

Jesus espera-nos, avancemos!

Suplicando a Ele, o Amigo Incomparável de todos nós, envolvemos os afetuosos corações em dúlcidas vibrações de paz.

Na condição de servidor humílimo e paternal de sempre,

Bezerra

Muita paz

(Mensagem psicofônica recebida pelo médium Divaldo Pereira Franco, ao final da conferência pública, realizada no Grupo Espírita André Luiz, no Rio de Janeiro, na noite de 14 de julho de 2011.)

É preciso informar a todos os nossos irmãos, em vias de retorno_ao_círculo_dos_homens, que o corpo_carnal, com as tarefas que lhe são conseqüentes, vale por verdadeiro prêmio da Bondade Divina, que é necessário valorizar. Aqui, nas esferas_purgatoriais, contamos com verdadeiras multidões de criaturas desencarnadas que procedem do mundo, em deploráveis crises_alucinatórias, após malversarem os bens da vida humana.

Muitas, por infelicidade da própria ignorância, não puderam acomodar-se a qualquer tipo de concepção religiosa,

entretanto, milhões de pessoas, longe do respeito pela fé maternal que as esclarecia, nos compromissos esposados perante Deus, entregavam-se, conscientemente, à crueldade mental, cavando ruína e amargura para si mesmas, porque o mal infligido a outrem era sempre mal que amontoavam sobre as suas cabeças.

É assim que, desentrançadas da matéria_densa, aqui aportam, batidas pelo remorso e pelo arrependimento, padecendo frustações lamentáveis, quando não estacionam por tempo mais ou menos longo em furnas expiatórias, nas quais, presas de antigos adversários ou de velhos comparsas do vício, sofrem tristes alterações em seus centros_de_força, a se lhes expressarem na mente por desequilíbrios funestos. Depois de acolhidas em nosso pouso de amor, refazem-se a pouco e pouco…

Evolução infinita

Amadurecida a compreensão na maioridade mental, percebe o homem a sua própria pequenez, à frente do Infinito.

Reconhece que a vida divina palpita soberana, desde os princípios magnéticos do mundo subatômico até as mais remotas constelações.

Observa que o Planeta Terra, grande e sublime pelas oportunidades de elevação que nos oferece, é simples grão de areia, quando comparado ao imenso universo.

Cercado por sóis e mundos incontáveis, ergue-se, dentro de si mesmo, para indagar, quanto aos problemas da morte, do destino, da dor… Suas perguntas silenciosas atravessam o Espaço incomensurável, em busca das eternas revelações…

Para o coração alimentado pela fé e elevado à glória do ideal superior, o Espiritismo com Jesus traz a sua mensagem iluminada de esperança.

Interrogando o Infinito, que se estende triunfante, no Espaço e no Tempo, os homens ouvem a palavra dos vivos que os antecederam, na grande viagem do túmulo, afirmando com imponente beleza:

Irmãos, a vida não cessa!…

Tudo é renovação e eternidade.

Tanto quanto as leis cósmicas nos governam a experiência física, indefectíveis leis morais nos dirigem o espírito.

Abstende-vos do mal.

Os compromissos da alma com os planos inferiores constituem aumento de densidade em seu veículo de manifestação.

Nosso corpo espiritual, em qualquer parte, refletirá a luz ou a treva, o céu ou o inferno que trazemos em nós mesmos.

Cultivai a fraternidade e o bem, porque, hoje e amanhã, colheremos da própria sementeira.

Além das fronteiras de sombra e cinza, onde se esfriam e se desintegram os derradeiros farrapos da carne, a vida continua, impondo-nos o resultado de nossas próprias ações.

Amai o trabalho e engrandecei-o! É por ele que a civilização se levanta, que a educação se realiza e que a nossa felicidade se perpetua. Na Pátria das Almas, chora amargamente o espírito que lhe esqueceu a riqueza oculta, olvidando que somente pelo serviço conseguimos desenvolver as nossas possibilidades de crescimento_interior para a imortalidade. (Ver: Iluminação e Trabalho)

Aceitai o ato de servir e ajudar, não como castigo, mas sim como preciosa honra que o Divino Poder nos confere.

Não vos inquietem no mundo o orgulho coroado de louros e o vício com a iniqüidade, aparentemente vitoriosos!…

A Justiça reina, imperecível.

Quem humilha os outros será humilhado pela própria consciência e o instituto universal das reencarnações funciona igualmente para todos, premiando os justos e corrigindo os culpados.

Cada falta exige reparação.)

Cada desequilíbrio reclama reajuste.

Os padecimentos_coletivos_da_sociedade_humana constituem a redenção de séculos ensangüentados pela guerra e pela violência. As aflições_individuais são remédios proveitosos à cura e refazimento das almas.

Anexai os desejos do reino de vosso “eu” aos sábios desígnios do Reino de Deus.

O egoísmo e a vaidade nos encarceram na lama da Terra.

Lede as páginas vivas da Natureza e buscai a vida sã e pura, usando a boa-vontade para com todos.

Simplificai vossos hábitos e reduzi as vossas necessidades.

Tende confiança, sede benevolentes, instruí-vos, amai e esperai!… Crescei no conhecimento e na virtude para serdes mais fortes e mais úteis.

Além dos horizontes que o nosso olhar pode abranger, outros mundos e outras humanidades evolvem no rumo da perfeição!…

Todos somos irmãos, filhos de um só Pai, que nos aguarda sempre, de braços abertos, para a suprema felicidade no eterno bem!…

E, ouvindo os sagrados apelos de Cima, o coração que desperta para a vida superior compreende, enfim, que Deus é a Verdade Soberana, que o trabalho é a nossa bênção, que o amor e a sabedoria representam a nossa destinação e que a alma é imortal.

ROTEIRO – 10a ed. – Francisco Cândido Xavier – ditado pelo espírito Emmanuel

Estudo científico comprova informações reveladas em livro de André Luiz, 60 anos depois…

por Visão Espírita, segunda, 6 de Agosto de 2012

Estudo científico comprova informações reveladas em livro de André Luiz, 60 anos depois¹

José Leonardo Rocha² Londres, 09 de junho de 2010.

João Ascenso³, psicólogo e pesquisador do Rio de Janeiro, ex-mestrando do King´s College de Londres, deu uma série de palestras em Londres e nos Estados Unidos, no mês de junho, sobre um estudo que traz prova científica sobre informações fornecidas no livro “No Mundo Maior”, de André Luiz. Na obra, publicada em 1947, o mentor de André Luiz, Calderaro, explica que o cérebro se divide, de acordo com suas funções, em três partes.

A parte anterior, ligada à medula, guarda o arquivo do passado, das experiências acumuladas em sucessivas reencarnações. É a parte do cérebro responsável pelas funções instintivas, mais materiais.

A parte central é a que tem maior atividade. É o presente, onde se processam as informações necessárias para o agora, o aprendizado, o trabalho. A parte da frente, posterior, é ativada quando temos sentimentos mais nobres, de caridade, amor, fé.

Em suma, nosso cérebro guarda em si as experiências do passado, nos permite aprender e trabalhar no presente e abriga também os sentimentos mais nobres, que nos levam a um futuro de evolução espiritual.

Ascenso destacou em sua palestra que pouco ou nada se sabia em 1947 sobre as funções dessa parte posterior do cérebro. O próprio mentor Calderaro faz referência no livro psicografado por Chico Xavier ao desconhecimento da ciência da época sobre esse assunto. Pouco a pouco, as funções do cérebro foram sendo desvendadas, mas Ascenso diz que só no ano de 2006, quase 60 anos depois da obra de André Luiz, surgiu o primeiro estudo comprovando cientificamente o que havia sido revelado pela espiritualidade no pós-guerra. João Ascenso estava nos Estados Unidos e tomou conhecimento do estudo, feito por um grupo de cientistas sem nenhum conhecimento espírita, entre eles o brasileiro Jorge Moll Neto.

A experiência foi feita do seguinte modo: um grupo de voluntários foi submetido ao processo de ressonância magnética funcional do cérebro. O que André Luiz e Calderaro conseguiam ver com sua visão aperfeiçoada – o funcionamento do cérebro – foi monitorado através da mais moderna tecnologia.

Os voluntários responderam a três perguntas, apertando um botão para optar entre sim e não:

1 – Você gostaria de receber uma quantia em dinheiro, agora, de graça?

2 – Você gostaria de fazer uma doação para instituição de caridade? Mas é uma doação só em intenção, só para fins deste estudo, você não vai precisar desembolsar o seu dinheiro.

3 – Você gostaria de fazer uma doação de verdade para instituição de caridade? O dinheiro (mais de US$ 100) vai ser retirado da sua conta.

Nos três casos, verificou-se que a parte do cérebro responsável pelo prazer sensorial (sexo, consumo de chocolate, café, drogas) dos voluntários que responderam “sim”, foi ativado. Ou seja, para o organismo não há diferença entre o prazer sensorial e o prazer espiritual. Ao fazer uma doação, você se sente tão bem do ponto de vista físico como ao ganhar dinheiro ou comer chocolate. No caso da doação formal, sem dispêndio, houve ativação no cérebro também de parte do cérebro ligada ao amor entre pais e filhos.

O resultado surpreendeu os cientistas, que ofereceram a seguinte explicação: este é um sentimento de extensão do amor filial. Você ao ajudar alguém está de certa forma reproduzindo o sentimento de amor e apego pelos próprios filhos.

Ascenso disse que esta descoberta é mais uma prova da beleza e acuidade científica dos ensinos de Jesus Cristo. É o amor universal, é o que Cristo queria dizer quando ensinou que devemos amar a todos como irmãos, que o amor não deveria ser exclusivo aos nossos familiares mais próximos.

A parte final da pesquisa é a comprovação que faltava à ciência para os ensinamentos de Calderaro a André Luiz, na década de 40. O estudo mostrou que a pessoa, ao fazer uma doação à instituição de caridade, ao fazer o bem de verdade, tirando do próprio bolso, ativa a parte mais frontal do cérebro (além de ativar o centro de prazer e a parte relativa ao amor entre pais e filhos). A parte mais posterior do nosso cérebro é ativada, a parte relativa aos sentimentos mais nobres do ser humano. “É o que São Francisco de Assis quis dizer com sua máxima – é dando que se recebe. Ao doar, você se beneficia, se sente bem.” As descobertas do estudo foram publicadas em artigo na primeira página do conceituado jornal norte-americano, Washington Post, na ocasião. Só em 2006 a ciência comprovou o que o Espiritismo revelou em 1947.

João Ascenso explica que o Espiritismo tem três vertentes igualmente importantes, desde o seu nascimento: a parte religiosa (de fé em Deus), a filosófica (com ênfase para a moral, para as explicações dos obstáculos do nosso dia-a-dia) e a parte científica. Com o deslocamento, por assim dizer, do Espiritismo da França para o Brasil, houve desenvolvimento das duas primeiras. “Mas o Brasil é um país sem nenhuma tradição científica. A parte científica do Espiritismo acabou não se desenvolvendo. Mas isto está mudando. Por isso é importante também que o Espiritismo cresça num país como a Grã-Bretanha, que tem grande tradição científica.”

A ciência mostra que, conforme revelado pelo Espiritismo 60 anos atrás, não devemos nos concentrar com excesso nem na parte anterior nem posterior do cérebro, embora não possamos desprezá-las. “Quem se concentra na parte anterior, ligada à medula, vive no passado e tem tendência à depressão. Na parte central, está o trabalho, o agora. Só no presente podemos modificar nosso futuro, usando-se as experiências do passado e procurando-se também corrigir os vícios – que quase todos temos – de encarnações passadas. Mas quem vive só no presente, ativando só a parte central do cérebro, não planeja o futuro, não aprende com o passado, fica hiperativo e trabalha sem parar. Não consegue ser feliz. E quem só se preocupa com os sentimentos nobres, a parte frontal do cérebro, sem nada realizar – caso dos mosteiros da Idade Média – não contribui para a sociedade e não consegue modificar seu destino.”

O que a ciência revela agora é o que o Espiritismo vem mostrando há mais de cem anos: a importância do equilíbrio. “O estudo com voluntários mostrou que não há diferença, para o corpo humano, entre o prazer dos sentidos e o prazer espiritual. Portanto, quando estamos ajudando e fazendo caridade, nos sentimos bem. A diferença está na intenção. A pessoa pode comer uma barra de chocolate para ter uma sensação de prazer. Mas ao fazer o bem, o prazer vem como consequência da ação. Você toma uma iniciativa, movido pelos sentimentos mais nobres, e como resultado, se sente bem, realizado.”

¹ Palestra na BUSS, British Union of Spiritist Societies, no dia 9 de junho de 2010, Londres.

² Neto de Zequinha Ramos (Fundador do Centro Espírita “Francisco Caixeta, 1951).

³ Trabalha no Rio de Janeiro com o Dr Jorge Moll Netto, na Unidade de Neurociência Cognitiva e Comportamental da Rede D´Or. MOLL, J., KRUEGER, F., ZAHN, R., PARDINI, M., OLIVEIRA-SOUZA, R., GRAFMAN, J. Human fronto-mesolimbic networks guide decisions about charitable donation. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America. v.103, p.15623;10.1073/p – 15628, 2006.

http://geas-sp.blogspot.com.br/2011/02/estudo-cientifico-comprova-informacoes.html

ORAÇÃO REFAZENTE

ORAÇÃO REFAZENTE

…Almas da Terra!
Quando o fragor das inquietações estiver a ponto de estraçalhar-vos; se nas encruzilhadas não souberdes o caminho a seguir e todas as rotas vos parecerem acesso a abismos; quando insuportável desesperação vos houver arrastado a conclusões infelizes que vos pareçam ser a única solução; quando os infortúnios, em vos excruciando, tenderem a tornar-vos indiferentes ao próprio sofrimento tendes o veículo da oração e dispondes do acesso à meditação remediadora! Talvez não vos sejam supressos os problemas, nem afastadas as dificuldades. No entanto, dilatareis a visão, para melhor e mais apurado discernimento; lobrigareis mais ampla compreensão da vida e das suas legítimas realidades; experimentareis a presença de forças ignotas, que vos penetrarão, vitalizando-vos; elevar-vos-eis a zonas psíquicas relevantes, donde volvereis saturados de paz, com possibilidades de prosseguirdes, não obstante quaisquer difíceis conjunturas existentes ou por existirem. Porque a prece apazigua e a meditação refaz; a oração eleva, enquanto a reflexão sustenta; o pensamento nobre, comungando com Deus, em Deus haure a vida, e dialogando, em conúbio de amor, extravasa as impurezas e se impregna com as sublimes vibrações da afetividade, que se converte em força dinâmica, para sustentar as combalidas potencialidades que, então, se soerguem e não mais desfalecem.
Não vos arrojeis desastradamente nas valas da ira irrefreável ou nas vagas da insensatez. Antes que vos assaltem os demônios do crime, erguei-vos do caos, pensando e orando.
Há ouvidos atentos que captarão vossos apelos e cérebros poderosos que emitirão mensagens-respostas, que não deveis desconsiderar.
Amores que vos precederam no além-túmulo vigiam e esperam por vós, amam e aguardam receptividade.
Não vos enganeis, nem vos desespereis vãmente. Tende tento! Falai ao Pai na prece calma e silenciai para O ouvirdes, através da inspiração clarificadora.
Nada exijais. Quem ora, não impõe. Orar é abrir a alma, externar estados íntimos, refugiar-se na divina sabedoria, a fim de abastecer-se de entendimento, penetrando-se de saúde interior…
E quando retornardes da incursão pela prece, exultai, apagando as sombrias expressões anteriores, superando as marcas das crises sofridas e espargindo alegrias, em nome da esperança que habitará em vós.
Trabalhando pelo bem, o homem ora.
Orando, na aflição ou na alegria, o homem trabalha. E orando conseguirá vencer toda tentação, integrar-se com plenitude no espírito da vida, que flui da Vida Abundante, com forças superiores para trabalhar e vencer…

(Sublime Expiação, Victor Hugo Ed. FEB, 7ª ed., 1992, pag. 145)
(Fonte: A prece segundo os Espíritos coletânea mediúnica ilustrada Divaldo Pereira Franco Diversos Espíritos Org. por Washington Luiz Nogueira Fernandes)

Equipe CVDEE

CVDEE – Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
www.cvdee.org.br

Entrevistas virtuais: sobre diversos temas e com diversos estudiosos da Doutrina Espírita.
http://www.cvdee.org.br/pf_pub.asp

Dúvidas respondidas: sobre diversos temas na visão Espírita
http://www.cvdee.org.br/duv_resp.asp

Artigos – Downloads

Estudos via e-mail: LE, ESE, A Genese, obras de André Luiz, O Céu e O Inferno, LM, Estudos destinados à Família e à Educação no Lar(Educar), Estudos destinados à Evangelização Espírita Infanto-Juvenil e Mocidades(Evangelize).

estudo infantil: aos domingos, 18h30, para teens de 13 até 17 anos; e aos domingos, 17h30, com linguagem para a faixa etária entre 07 e 12 anos. A sala é Espiritismo Net Infanto Juvenil. Aguardamos sua presença junto com as crianças e adolescentes. Nossa programação você encontra em:

Espiritismo para jovens:
programa Paltalk (para fazer download: http://www.paltalk.com)
Dia: Sexta-feira
Horário: 21 horas
categoria Central & South America – Brazil


Prece Fraterna – Tire suas dúvidas
http://www.cvdee.org.br
E
BLOG JOVEM:
A Equipe Net Jovem convida você a participar do espaço jovem, criado especialmente para que a juventude se manifeste! Nosso endereço é: http://espnetjovem.blogspot.com/ . Aguardamos sua visita e participação!😉

TENDE FÉ EM DEUS

TENDE FÉ EM DEUS

“E Jesus, respondendo, disse-lhes: tende fé em Deus.” – (Marcos, 11:12.)

Bastas vezes, as dificuldades na concretização de um projeto elevado se nos afiguram inamovíveis.
Começamos por reconhecer-lhes o peso inquietante e estimáveis companheiros acabam por destacar-nos a importância delas, como a dizer-nos que é preciso renunciar ao bem que pretendemos fazer.
Tudo, aparentemente, é obstáculo intransponível…
Mas Deus intervém e uma porta aparece.
Há circunstâncias, nas quais o problema com que somos defrontados, numa questão construtiva, é julgado insolúvel.
Passamos a inquietar-nos e, não raro, especialistas no assunto comparecem junto de nós, apontando-nos a impraticabilidade da solução.
As obscuridades crescem por sombras indevassáveis…
Mas Deus interfere e desponta uma luz.
Em certas ocasiões, uma pessoa querida, ao perturbar-se de chofre, fornece a impressão de doente irrecuperável.
Afligimo-nos ao vê-la assim em desequilíbrio e, quase sempre, observadores amigos comentam a inexequibilidade de qualquer melhoria, induzindo-nos a largá-la ao próprio infortúnio.
Avoluma-se a prova que lembra angústia inarredável…
Mas Deus determina e surge um remédio.
Ocorrem-te no mundo as mesmas perplexidades, em matéria de saúde, família, realizações.
Salientam-se fases de trabalho em que a luta é suposta invencível, com absoluto desânimo daqueles que te rodeiam, mas Deus providencia e segues, tranquilo, à frente.
Por mais áspera a crise, por maior a consternação, não percas o otimismo e trabalha, confiante.
Ouçamos, nós todos, a indicação de Jesus:
– “Tende fé em Deus”.

(De Palavras de Vida Eterna, de Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Emmanuel)

Equipe CVDEE

CVDEE – Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
www.cvdee.org.br

Entrevistas virtuais: sobre diversos temas e com diversos estudiosos da Doutrina Espírita.
http://www.cvdee.org.br/pf_pub.asp

Dúvidas respondidas: sobre diversos temas na visão Espírita
http://www.cvdee.org.br/duv_resp.asp

Artigos – Downloads

Estudos via e-mail: LE, ESE, A Genese, obras de André Luiz, O Céu e O Inferno, LM, Estudos destinados à Família e à Educação no Lar(Educar), Estudos destinados à Evangelização Espírita Infanto-Juvenil e Mocidades(Evangelize).

estudo infantil: aos domingos, 18h30, para teens de 13 até 17 anos; e aos domingos, 17h30, com linguagem para a faixa etária entre 07 e 12 anos. A sala é Espiritismo Net Infanto Juvenil. Aguardamos sua presença junto com as crianças e adolescentes. Nossa programação você encontra em:

Espiritismo para jovens:
programa Paltalk (para fazer download: http://www.paltalk.com)
Dia: Sexta-feira
Horário: 21 horas
categoria Central & South America – Brazil


Prece Fraterna – Tire suas dúvidas
http://www.cvdee.org.br
E
BLOG JOVEM:
A Equipe Net Jovem convida você a participar do espaço jovem, criado especialmente para que a juventude se manifeste! Nosso endereço é: http://espnetjovem.blogspot.com/ . Aguardamos sua visita e participação!😉