Ser bom

SER BOM


Por que devemos ser bons para com todos?

A pergunta parece inócua quando pensamos nas pessoas de caráter justo e nobre que nos rodeiam ou com as quais mantemos relacionamentos de afeto.

Afinal, ser bom para com elas é uma questão de justiça, considerando que estaremos lhes retribuindo aquilo que nos oferecem.

Porém, a pergunta nos vem à mente todas as vezes que encontramos pessoas de caráter difícil e valores pouco nobres.

Como vivem e doam para a vida, bem como para aqueles com quem convivem, somente do seu individualismo e egoísmo, só fazendo aos demais o que lhes convêm, relutamos em entender porque devemos ser bons para com elas.

Entretanto, Jesus nos convoca a reflexionarmos a respeito.

Ensina-nos que devemos fazer o bem a quem nos odeia, orar pelos que nos perseguem e caluniam e, por fim, jamais pensar em vingança para com aqueles que se apresentam como nossos inimigos.

Por que, leciona o Mestre de Nazaré, onde estará o mérito em amar somente aqueles que nos amam?

Se apenas saudarmos nossos amigos, se apenas tratarmos com simpatia aos que nos querem bem, que faremos a mais que os outros, aqueles de má conduta, desde que eles assim procedem entre si?

Explica-nos Jesus que não há mérito em apenas retribuir o que recebemos. Isso é questão de justiça.

O grande desafio está em sermos bons para com todos e por nossa decisão.

E isso não deve depender do comportamento alheio assim como o ser justo, honrado, sincero, não pode estar simplesmente associado ao ambiente ou às pessoas com quem nos relacionamos.

Isso seria nada mais do que uma proposta de reciprocidade.

O convite do Cristo é que tenhamos um comportamento, uma forma de agir que não dependa do que façam os outros para conosco.

E os parâmetros dessa conduta, aconselha-nos Ele, são a bondade, a justiça e o amor.

Esses são os valores da nossa natureza, da própria natureza do Universo.

As Leis Divinas são pautadas no amor e estão inscritas em nossa consciência. Portanto, criados que fomos pelo supremo amor, agir com amorosidade está na nossa essência.

Quando agimos de maneira contrária é porque nos permitimos dar vazão a sentimentos inferiores como o egoísmo, o orgulho.

Nesses momentos, nos colocamos em distonia com o sentimento com que fomos criados.

Por isso, a conduta no bem, o agirmos com bondade para com todos é sabedoria e investimento em nossa felicidade.

Isso porque ao vivenciarmos a bondade no nosso proceder, no nosso olhar, em nosso pensar e agir, estaremos insculpindo valores para a alma.

De outra forma, estaremos valorizando posturas que naturalmente nos trarão sofrimentos e dificuldades.

Pensemos nisso. Ser bom é da nossa essência. Ser bom nos faz bem porque nos proporciona harmonia, tranquilidade.

Enfim, agindo assim, teremos a certeza de que nos encontramos em condições de seguir pela estrada evolutiva, mais serenos, com menos dores a nos atormentarem a alma.


por Redação do Momento Espírita. Do site: http://www.momento.com.br/pt/ler_texto.php?id=4706&stat=0.

Anúncios

Obrigado pela visita! Deixe seu comentário aqui! Indique o Mensagens Espíritas a um amigo! Muita paz

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s