Pela Nossa Vitoria – André Luiz Gadelha

PELA NOSSA VITÓRIA

Estamos em mais um sábado na sala da Tia Clarice, quando o tema de estudo foi a Prece.

Tia Clarice contou a seguinte estória aos jovens:

– Luiz Rodrigo estava preocupado com a prova que iria fazer. Iria prestar vestibular para uma faculdade e desejava muito ser aprovado. Antes de dormir, na véspera da prova, fez a seguinte prece: “Amado Jesus, como bem sabes, amanhã será um dia decisivo em minha existência: prestarei a prova de vestibular para a faculdade que tanto sonho em ingressar. Mestre, não apenas eu, mas tantos outros jovens anseiam pelo mesmo. Assim sendo, abençoe o trajeto de cada um de nós, desde a saída dos seus lares até a chegada em seus locais de prova, protegendo-os de qualquer golpe do azar que os façam encontrar os portões fechados.

Abençoe-nos em saúde, para que nenhuma surpresa do nosso corpo venha a nos separar das nossas oportunidades.

Ilumine a todos para que cada irmão nosso tenha a facilidade de pensar e raciocinar, lembrando-se, com facilidade, de tudo o que tenha estudado.

Que assim seja”.

Continuando com a lição, Tia Clarice pergunta o que acharam da prece de Luiz Rodrigo.

Martha foi a primeira a falar:

– Que prece bonita, Tia Clarice, rogando não apenas por ele, mas, sim, por todos.

Antônio, no entanto, discordou:

– Veja só, gente. Na moral? A prece até é bonita mesmo, mas ele jogou contra ele mesmo. Se todos conseguirem chegar sem problemas e forem bem na prova, ele corre o risco de não se classificar para as vagas na faculdade.

Em seguida, Marcelo questionou o colega:

– Então, Antônio, como deveria ser a prece dele? Pedir para todos darem azar e só ele se dar bem?

Antônio, responde:

– Claro que não. Ele deveria pedir só por ele. Os outros, que cada um pedisse por si. Além do mais, na moral, se os outros dessem azar ou fossem mal na prova, aumentaria as chances dele passar.

Houve outros apartes e a turma da Tia Clarice se dividiu. Então, ele vem a intervir:

– Jovens queridos. Vamos nos acalmar? Antônio, imagine que você esteja num restaurante quando alguém passa mal. Mas, é alguém que você nunca viu. Você faria uma prece por ela, objetivando a sua recuperação?

Antônio responde:

– Sim, claro que faria. Ainda que eu não conheça, é alguém precisando de ajuda.

Então, Tia Clarice prossegue:

– Pois bem. Luiz Rodrigo fez o mesmo: pediu auxílio a quem precisava de ajuda, mesmo sem conhecer.

É muito saudável desejarmos uma vitória nossa. Luiz Rodrigo, ao desejar ingressar numa faculdade, estava ansiando por isso. Mas, as nossas vitórias não podem acontecer ao custo do fracasso dos outros. Devemos desejar a nossa vitória e, não, a derrota dos que estão junto de nós. Isso é egoísmo.

Quando Luiz Rodrigo fez a prece que fez, ele desejou que todos fossem ajudados, pois, entendia que, da mesma forma que lutava por algo, outros jovens iguais a ele também lutavam pelo mesmo. Também pediu por pessoas que precisavam de ajuda, tal como a pessoa do restaurante.

Lucas, que no debate apoiou Antônio, disse:

– Mas, Tia Clarice. Se ninguém desse azar e se todos fossem bem nas provas, realmente, as chances de Luiz entrar na faculdade seriam menores. A minha vitória acontece porque, realmente, os outros sofreram alguma coisa. Caso contrário, como seria?

Tia Clarice responde:

– Sim, Lucas, você está certo. Mas, não somos nós que decidimos isso. O que cabe a nós é amar ao próximo. Os jovens que fizeram a mesma prova com o Luiz Rodrigo eram os seus próximos naquele momento. Então, a prece feita por ele foi uma demonstração de amor ao próximo.

Deus é quem sabe quem são os merecedores da vitória, de acordo com a necessidade de cada um. Então, se alguém tiver que encontrar os portões fechados ou passar mal ou não ter um bom desempenho na prova, deixemos que o Nosso Pai decida isso. Não nós.

Outras palavras mais foram proferidas tanto pela Tia Clarice quanto pelos seus jovens, até que chegaram à prece de encerramento de mais uma manhã proveitosa.

Que Jesus continue nos abençoando.

Obrigado pela visita! Deixe seu comentário aqui! Indique o Mensagens Espíritas a um amigo! Muita paz

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s