AMBIÇÃO DESREGRADA

AMBIÇÃO DESREGRADA

Recebi a sua carta,
Meu caro amigo Silvestre,
Você faz uma consulta
Em grave questão terrestre.

Você deseja saber
O que ocorre aos que se vão
Para a vida, além da morte
Em desregrada ambição.

O amigo não desconhece:
Ambição de fazer bem,
Anseio de ser melhor
Não fazem mal a ninguém.

Mas a febre do egoísmo
De quem quer mais, mais e mais
Sem precisão ou proveito
Arrasa as forças mentais.

Nesses casos, a pessoa,
Larga o corpo, exige e erra,
De ilusão para ilusão,
Perambulando na Terra.

Você recorda o Nhô Neca
Que arruinou muita viúva,
Desencarnado é um mendigo
Mas pensa que é manda-chuva.

Depois de morto, o João Panca
Que só queria dinheiro,
Ë vigia de um tesouro
Que enterrou no galinheiro.

Nicão despojava os órfãos
Fosse a cara de quem fosse,
Morreu, mas anda chumbado
Ao sítio do Rio Doce.

Depois de deixar o corpo,
A sovina Dona Bela
É vista à porta dos bancos
E diz que os bancos são dela.

Finou-se a falar em ouro
O nosso Nhonhô da Mata,
Ela agora cata pedras,
Achando que ajunta prata.

Passeando bens dos cegos,
Desencarnou Mano Landi,
Pelo remorso, é um fantasma
Assombrando a Roça Grande.

Tomou muita terra alheia
Nhô Chico do Lavajão,
Desencarnado ele clama
Em sete palmas de chão.

Morreu louco de avareza
O esperto Quinquim de Souza,
Tendo acordado na tumba
Quer vender a própria lousa.

Guarde a certeza, meu caro,
Na trilha da criatura,
Ambição mais ambição,
A soma é sempre loucura.

Louva a paz do necessário
Que o trabalho nos consente,
Tudo aquilo que é demais
É desarranjo na mente.

Você mais cedo ou mais tarde,
Tal qual comigo se deu,
Ressurgirá no outro mundo,
Sozinho como nasceu.

Pelo Espírito Cornélio Pires – Do livro: Retratos da Vida, Médium: Francisco Cândido Xavier.

Anúncios

3 comentários sobre “AMBIÇÃO DESREGRADA

  1. Muito profunda a mensagem, nos leva a refletir. Que Deus nos de sabedoria .para sabermos nos desapegar do materialismo.Que Deus nos Abençoe!!!

    Curtir

  2. Boa noite!!Gostaria de saber se vocês tem um mensagem de Cornélio Pires, chamada A Herança da Reencarnação, pois eu só vejo no Youtube declamada por Rolando Boldrim. Divulgo muito este e mail, continuem na divulgação desta maravilhosa Doutrina. Muito obrigado,Roque 

    Curtir

  3. Oi, Roque!
    Obrigada, meu caríssimo irmão, pela bela acolhida
    Depois de muita pesquisa,
    achei o que você procurava,
    para minha grande alegria!
    O poema na verdade se chama Herança no Além,
    é de Cornélio Pires sim e de Chico Xavier também!
    Adorei a poesia, obrigada pela indicação!
    Estou o respondendo em verso,
    postando sua solicitação!

    Um abraço,
    Semíramis Alencar

    HERANÇA NO ALÉM

    Cornélio Pires e Chico Xavier

    Você deseja saber
    Meu caro Joaquim Monforte,
    Dentre os assuntos de herança,
    O que há depois da morte.

    Respondendo a sua carta
    Cumpro apenas um dever;
    Herança dá muita encrenca,
    Você nem queira saber.

    Decerto que há muita gente,
    Caminhando ao nosso lado,
    Que sabe usar com Jesus
    Os bens de qualquer legado.

    Entretanto, em muitos casos,
    Nos passos de muitas vidas,
    Heranças trazem problemas
    Às pessoas mais queridas.

    Amparo que você queira
    Fazer, em verdade sã,
    Auxilio, bênção, favor,
    Não deixe para amanhã.

    Nosso Téo deixou ao genro
    A fazenda Carolina,
    O moço inexperiente
    Descambou na jogatina.

    Tanta injúria de inventário
    Recebeu Nhô Chico Bentes
    Que se fez obsessor
    De todos os seus parentes.

    Nhá Nicota ajuntou casas
    Em favor da própria filha;
    Viu a filha envenenada
    Numa questão de partilha.

    Nhô Tino deixou aos filhos,
    A fazenda da Tronqueira
    E os rapazes sem trabalho
    Caíram na bebedeira.

    Calma legou à filha
    Todas as lojas de um prédio:
    A moça largou o estudo,
    Depois matou-se de tédio.

    Teotônio legou milhões
    Para o bisneto Tadeu;
    Ao vê-lo abusar de drogas
    O coitado enloqueceu.

    Nicão viu tantas loucuras
    Na viúva Dona Criste,
    Que deseja ir para o inferno,
    Mas o inferno não existe.

    Joaninha ao achar as filhas,
    Em sombra, gozo e moleza,
    Hoje pede vida nova
    Afundada na pobreza.

    Se você tem para dar
    Não exija condição,
    Dê trabalho e caridade,
    Paz, amor e educação.

    Bendita seja a pessoa
    Que recebendo uma herança,
    Sabe espalhar benefício,

    Conforto, luz e esperança.
    No entanto, muito legado
    É mero apoio ilusório,
    Há muito desencarnado
    Que enlouqueceu no cartório.

    Curtir

Obrigado pela visita! Deixe seu comentário aqui! Indique o Mensagens Espíritas a um amigo! Muita paz

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s