saiba viver

SAIBA VIVER

Não olhe para a vida com ironia,
Não trate ninguém com prevenção,
Não blasfeme, censure ou acuse,
Pois todo ser humano é seu irmão.
Vem cada um de plano diferente,
Porém com o mesmo fito de aprende.
Cada discípulo tem sua lição
Que atentamente deve compreender.
Somos iguais em nossa natureza,
Mas diferentes quanto à evolução.
Por isto, em cada um, saibamos ver
Um peregrino em marcha de ascensão.
Nosso dever com os mais atrasados
É ajudá-los a seguir na estrada.
Assim, também nossos Irmãos Maiores
Virão nos amparar na caminhada.

(De “…A Verdade e a Vida”, de Cenyra Pinto. Texto enviado por: “Cristiano de Almeida)

Um dia todinho brilhante de confiança,
todinho florido de felicidade,

todinho perfumado de amor,
pra vc e todos ao seu redor.
Abraços com carinho
Equipe CVDEE

CVDEE – Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
16 anos estudando e divulgando o espiritismo.
www.cvdee.org.br

Edição deste domingo da revista O CONSOLADOR

Destaques da edição 400

Eis o link que remete à edição 400, de 8 de fevereiro, da revista O CONSOLADOR: http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/principal.html

“Uma voz que pode mudar o mundo” é o título do editorial desta semana. http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/editorial.html

Confira o que ocorre nesta semana no movimento espírita brasileiro.
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/movimentoespiritabrasileiro.html

Anote e acompanhe os eventos espíritas internacionais desta semana. http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/oespiritismoemoutrospaises.html

Rubens José de Toledo, diretor de Comunicação Social da USE, diz como será o Congresso Espírita paulista.
http://goo.gl/0NwdG9

O Congresso Espírita paulista será realizado nos dias 18 a 21 de abril na Arena de Esportes, em Santos.
http://goo.gl/0NwdG9

“Sejamos pela paz” é o Especial da semana, de autoria de Vinícius Lima Lousada.
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/especial.html

Realiza-se em Apucarana(PR) no período do carnaval a 19ª edição da CONMEL. http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/especial2.html

Em que consistem os fenômenos espíritas?
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/empk.html

Que diz padre François Brune acerca do corpo espiritual ou perispírito?
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/classicosdoespiritismo.html

Na conversação mantida antes do início da reunião mediúnica, que cuidados deve ter o grupo mediúnico?
http://goo.gl/97P48L

São três as condições para que tenhamos saúde e paz. Quais são elas? http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/estudandomanoelphilomeno.html

Qual é, segundo Allan Kardec, a variedade de médiuns mais numerosa?
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/empk.html

Emmanuel: “… temos em casa, no trabalho, no ideal ou na parentela, as nossas principais testemunhas de quitação”.
http://goo.gl/aOzuyt

“Ano novo: a chama de uma nova esperança.” (Diamantino de Bártolo)
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/diamantino_bastolo.html

Alessandro Viana Vieira de Paula: “150 anos da obra O Céu e o Inferno”.
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/alessandro_paula.html

Os cemitérios estão vazios? Onde ficam as almas dos que morreram?
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/classicosdoespiritismo.html

Bezerra de Menezes: “É importante nos unamos todos no lançamento dos princípios cristãos no santuário doméstico”.
http://goo.gl/CiX9AM

“Infância coisa nenhuma!” (Eugênia Pickina)
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/eugenia_pickina.html

Felinto Elízio Duarte Campelo: “A palavra”.
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/felinto_campelo.html

Os pais são espíritas, mas o filho pré-adolescente prefere o Catolicismo. Que fazer?
http://goo.gl/F3cW9v

Com oito anos, Henrique tinha um temperamento horrível. Como lidar com isso? Meimei conta como terminou esse caso.
http://goo.gl/p5K20b

José Lucas: “Médium poliglota”.
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/jose_lucas.html

“Indulgência, a virtude da compreensão.” (Ivomar Schüler da Costa)
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/ivomar_costa.html

O uso de medicamentos impede que o médium passista aplique passes?
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/cartas.html

Emmanuel a Chico: “Nós somos a enxada nas mãos de Jesus, o Divino Semeador. Aprendamos a servir sem indagar”.
http://goo.gl/1iXCXJ

Wellington Balbo: “Dias difíceis…”
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/wellington_balbo.html

“Puritanismo espírita.” (Marcelo Teixeira)
http://www.oconsolador.com.br/ano8/400/marcelo_teixeira.html

*

Visite, quando puder:

· o blog Espiritismo Século XXI – http://espiritismo-seculoxxi.blogspot.com.br/
· o jornal “O Imortal” – http://migre.me/nNiff
· a EVOC – Editora Virtual O Consolador – http://migre.me/nPDUW
· a revista “O Consolador” – http://www.oconsolador.com

DESCANSAR

152 – DESCANSAR

“E ele disse-lhes: vinde vós, aqui à parte, a um lugar deserto,
e repousai um pouco; porque havia muitos que iam e vinham
e não tinham tempo para comer.” ( Marcos, 6:31)

Pressa e agitação caracterizam o ambiente das criaturas menos avisadas em todos os tempos.
Na época de Jesus, muita gente já ia e vinha aqui e acolá, sofrendo a pressão de exigências da ida material, acreditando não dispor de tempo para pensar.
Isso fez que o Mestre se dirigisse à multidão, exortando: “vinde vós, aqui à parte, a um lugar deserto, e repousai um pouco”.
Entretanto, assim como aparecem os que exageram as próprias necessidades, caindo em precipitação, temos os companheiros que se excedem no descanso, encontrando, a cada passo, motivos para a fuga do dever a cumprir. À vista de embaraços mínimos, declaram-se fatigados, desiludidos, deprimidos ou enfermos, e param a máquina do serviço que lhes compete, recolhendo-se à inércia, com o pretexto de meditação, refazimento, virtude ou prece. Para isso, muitos dizem que o próprio Jesus aconselhou o repouso e a oração, esquecendo-se de que o Senhor reconstituía as forças no retiro, a fim de tornar ao serviço e prosseguir trabalhando…
Nesse sentido, convém recordar as palavras textuais do Evangelho. Jesus não afirmou: repousai quanto quiserdes, mas sim, repousai em pouco.

(Francisco Cândido Xavier por Enmmanuel. In: Palavras de Vida Eterna)

Uma noite todinha brilhando de confiança,
Todinha florida de felicidade,
Todinha perfumada de amor,
Pra vc e para todos ao seu redor.
Abraços com carinho
Equipe CVDEE

CVDEE – Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
16 anos estudando e divulgando o espiritismo
www.cvdee.org.br

CONCEITO DE SALVAÇÃO

153 – CONCEITO DE SALVAÇÃO

“… Eis agora o tempo sobremodo oportuno,
eis agora o dia da salvação.”
– Paulo. (II Coríntios, 6:2)

Salvar, em sinonímia correta, não é divinizar, projetar ao céu, conferir santidade a alguém através de magia sublimatória ou fornecer passaporte para a intimidade com Deus.
Salvar, em legítima significação, é “livrar de ruína ou perigo”, “conservar”, “defender”, “abrigar” e nenhum desses termos exime a pessoa da responsabilidade de se conduzir e melhorar-se.
Navio salvo de risco iminente não está exonerado da viagem, na qual enfrentará naturalmente perigos novos, e doente salvo da morte não se forra ao imperativo de continuar nas tarefas da existência, sobrepujando percalços e tentações.
O Evangelho não deixa dúvidas quanto a isso. Pedro, salvo da indecisão, é impelido a sustentar-se em trabalho até a senectude das forças físicas. Paulo, salvo da crueldade, é constrangido a esforço máximo, na própria renovação, até o último sacrifício Se experimentas o coração chamado à verdade pela Doutrina Espírita, compreendamos que a salvação terá efetivamente chegado até nós. Não aquela que pretende investir-nos, ingenuamente, na posse de títulos angélicos, quando somos criaturas humanas, com necessidade de aprender, evoluir, acertar e retificar-nos, mas sim a salvação no verdadeiro sentido, isto é, como auxílio do Alto para que estejamos no conhecimento de nossas obrigações, diante da Lei, dispostos a esposá-las e a cumpri-las.
Sobretudo, não nos detenhamos em frases choramingueiras, perdendo mais tempo sobre o tempo perdido. Reconheçamos com o apóstolo eu “o tempo sobremodo oportuno” para a salvação ou, melhor, para a corrigenda de nossos Eros e aproveitamento da nossa vida, chama-se agora.

(Francisco Cândido Xavier por Emmanuel. In: Palavras de Vida Eterna)

Um dia todinho feito de realizações,
todinho florido de felicidade,
todinho perfumado de amor,
para vc e todos ao seu redor.
Abraços com carinho
Equipe CVDEE

CVDEE – Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
16 anos estudando e divulgando o espiritismo
www.cvdee.org.br

INIMIGOS OCULTOS

INIMIGOS OCULTOS


Mencionamos, com muita freqüência, que os inimigos exteriores são os piores expoentes de perturbação que operam em nosso prejuízo. Urge, porém, olhar para dentro de nós, de modo a descobrir que os adversários mais difíceis são aqueles de que não nos podemos afastar facilmente, por se nos alojarem no cerne da própria alma.

Dentre eles, os mais implacáveis são:

– o egoísmo, que nos tolhe a visão espiritual, impedindo vejamos as necessidades daqueles que mais amamos;
– o orgulho, que não nos permite acolher a luz do entendimento, arrojando-nos a permanente desequilíbrio;
– a vaidade, que nos sugere a superestimação do próprio valor, induzindo-nos a desprezar o merecimento dos outros;
– o desânimo, que nos impele aos precipícios da inércia;
– a intemperança mental, que nos situa na indisciplina;
– o medo de sofrer, que nos subtrai as melhores oportunidades de progresso, e tantos outros agentes nocivos que se nos instalam no Espírito, corroendo-nos a energias e depredando-nos a estabilidade mental.

Para a transformação dos adversários exteriores contamos, geralmente, com o amparo de amigos que nos ajudam a revisar relações, colaborando conosco na constituição de novos caminhos; entretanto, para extirpar os que moram em nós, vale tão-somente o auxílio de DEUS, com o laborioso esforço de nós mesmos.

Reportando-nos aos inimigos externos, advertiu-nos JESUS que é preciso perdoar as ofensas setenta vezes sete vezes, e decerto que para nos descartarmos dos inimigos internos – todos eles nascidos na trevas da ignorância – prometeu-nos o Senhor: “conhecereis a verdade e a verdade vos fará livres”, o que equivale dizer que só estaremos a salvo de nossas calamidades interiores, através de árduo trabalho na oficina da educação.


pelo Espírito Emmanuel – Do livro: Alma e Coração, Médium: Francisco Cândido Xavier.

NOTA DE IRMÃO

NOTA DE IRMÃO
Pelo Espírito André Luiz. Psicografia de Francisco Cândido Xavier.
Livro: Diálogo dos Vivos. Lição nº 18. Página 112.

Diz você, meu amigo, que não se encontra habilitado para as tarefas do bem, à vista das imperfeições que carrega.
Entretanto, ponderemos, se você:
– não experimenta empecilhos orgânicos;
– se não suporta conflitos íntimos;
– se vive isento de tentações;
– se respira em clima de paz inalterável;
– se você não tem familiares problemas;
– se não sofre obstáculos no lar;
– se não vê desajustes em seu grupo social;
– se não encontra companheiros difíceis
– não conheceu algum dia a solidão de perto;
– se caminha no mundo sem qualquer inquietação;
– se não enfrentou crises em seu campo individual;
– se nunca enxergou ao seu lado a presença do desânimo ou da aflição;
– não precisa esforçar-se para conservar seus amigos;
– se não conhece adversários na tarefa que a vida lhe confiou;
– se trabalha sem críticos que lhe façam observações e lhe desafiem o espírito a discussões e distonias em serviço;
– se não experimenta contratempos e desgostos que, de quando a quando, lhe impulsionem o coração a renovações necessárias…
Se você desconhece algo desta lista de provas, então estará fora do seu nível de evolução.
Isso ocorre porque, na Terra, é justamente em Problemas e Lutas que obteremos as Vitórias da Alma.
Lembre-se: – A criatura humana realmente não entenderia a voz de uma estrela.
E sem que a criatura humana ouça o verbo e receba a cooperação de quem lhe compartilhe as experiências, o esforço da evolução para cada um de nós, no clima do mundo, se faria impossível.

BILHETE DA REGRA ÁUREA

BILHETE DA REGRA ÁUREA
Pelo Espírito André Luiz. Psicografia de Francisco Cândido Xavier.
Livro: Passos da Vida. Lição nº 11. Página 43.

Justo que você peça a Felicidade. Rogue, porém, ao Senhor, igualmente, a necessária compreensão para aproveitá-la, semeando Felicidade em seu caminho.
Cultive o contentamento de dar. Não azede, entretanto, os seus benefícios com a exigência de gratidão.
Estime a sua independência. Respeite, todavia, a liberdade dos semelhantes.
Fale como julgue melhor. Ouça, porém, com apreço a palavra do próximo, qualquer que ela seja.
Considere os seus triunfos. Não desmereça, contudo, as conquistas alheias.
Reconforte os irmãos em prova. Compartilhe, no entanto, igualmente a alegria daqueles que se vejam em condições mais favoráveis que as nossas.
Colabore na construção do bem. Mas não crie dificuldades na obra a realizar.
Perdoe aos adversários. Desculpe, todavia, os amigos quando aparentemente lhe firam o coração.
Exalte o bem. Entretanto, não destaque o mal.
Sofra as lutas naturais do caminho a percorrer. Ofereça, porém, o seu melhor sorriso, por raio de sol da sua fé, para que a sombra passageira de sua inquietação não aumente a intranquilidade dos outros.
Aconselha a Regra Áurea: “Faça ao próximo aquilo que você deseja lhe seja feito”.
Isso, no fundo, quer igualmente dizer que se você deseja auxílio eficiente, tanto quanto possível, dê auxílio completo aos outros sem desajudar a ninguém.