Não Chores a Minha Morte -Cina de Moura

Não chores a minha morte
Não chores aquando a minha partida
Porque não me fui…
Me encontro no vento que sopra do Norte
Sou o sol a cada manhã no despertar
Na escuridão da noite sou luar a brilhar
Não chores a minha partida.
Só é a dor da saudade que pendura
Onde sempre estarei de olho em ti.
Não chores … Porque não me fui…
Estou nas recordações guardadas nos teus olhos,
Estou nas gargalhadas retidas no eco existente em ti,
Não me fui… Estou aqui…
Sorri!
Escuta o lírico canto do rouxinol
Num timbre musical poderás apanhar meu rodopio.
Não chores a minha morte
Estarei sempre a teu lado
Em cada passo teu
Em cada gesto desenrolado
Nas tuas decisões
E até nas tuas paixões.
Somente dói a saudade.
Quando a saudade te doer,
Coloca a mão no peito,
Fecha os olhos,
Deixa-te levar…
A lembrar nossos momentos de mimos e abraços
Recordar cada passo e etapa que traçamos juntos
É tudo uma memória presente, para sempre.
Não chores a minha morte, não chores a minha partida
Eu não me fui.
Sorri!
Estou aqui a teu lado, meu amor.
About these ads

Sobre sealencar

1,60 de formosura numa cabeça pensante...

Publicado em 01/11/2011, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Cina De Moura

    Não Chores a Minha Morte

    Não chores a minha morte
    Não chores aquando a minha partida
    Porque não me fui…
    Me encontro no vento que sopra do Norte
    Sou o sol a cada manhã no despertar
    Na escuridão da noite sou luar a brilhar
    Não chores a minha partida.
    Só é a dor da saudade que pendura
    Onde sempre estarei de olho em ti.
    Não chores … Porque não me fui…
    Estou nas recordações guardadas nos teus olhos,
    Estou nas gargalhadas retidas no eco existente em ti,
    Não me fui… Estou aqui…
    Sorri!
    Escuta o lírico canto do rouxinol
    Num timbre musical poderás apanhar meu rodopio.
    Não chores a minha morte
    Estarei sempre a teu lado
    Em cada passo teu
    Em cada gesto desenrolado
    Nas tuas decisões
    E até nas tuas paixões.
    Somente dói a saudade.
    Quando a saudade te doer,
    Coloca a mão no peito,
    Fecha os olhos,
    Deixa-te levar…
    A lembrar nossos momentos de mimos e abraços
    Recordar cada passo e etapa que traçamos juntos
    É tudo uma memória presente, para sempre.
    Não chores a minha morte, não chores a minha partida
    Eu não me fui.
    Sorri!
    Estou aqui a teu lado, meu amor.

    Read more: http://palavrasvoamaoventowhispersinthewind.blogspot.com/#ixzz32sknr2aD
    Por certo este poema não está identificado! Ele é de CINA DE MOURA! Que sou EU!!!

    • Oi, Cina
      Desculpe eu não ter colocado a autoria – foi por desconhecer a autoria desse belo poema. Pode deixar que já mencionei sua autoria, ok?
      Abraço,
      Semíramis

Obrigado pela visita! Deixe seu comentário aqui! Indique o Mensagens Espíritas a um amigo! Muita paz

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 11.594 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: